Como funciona o código de barras

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Como funciona o código de barras?

Já parou para pensar para que serve e como funciona as barrinhas presente na maioria das embalagens?

Os códigos de barras são utilizados para representar uma numeração (identificação) atribuída a produtos, unidades logísticas, localizações, ativos fixos e retornáveis, documentos, contêineres, cargas e serviços facilitando a captura de dados através de leitores (scanners) e coletores de código de barras, propiciando a automação de processos trazendo eficiência, maior controle e confiabilidade para a empresa.

A GS1 padroniza e gerencia um conjunto de códigos de barras destinados a diversas aplicações. Veja mais no detalhamento.

Código de Barras
Código de Barras

Cada tipo de produto deve conter um código de barras diferente, por exemplo:

Macarrão Penne 200g
Macarrão Penne 500g
Macarrão Fusilli 200g
Macarrão Fusilli 500g

Cada um destes itens terá um código de barras único, pois tratam-se de produtos diferentes. O código de barras para o produto deve conter 13 dígitos

Gestão dos códigos de barras

Lembre-se: uma vez criado o código de identificação do produto, você jamais poderá alterá-lo, ou seja, ele nasce e morre com o item.

Portanto, o gerenciamento e controle dos GTINs são de extrema importância, pois eles são os RGs dos seus produtos e serão números únicos no mundo para identificar seus itens comerciais.
O controle desta lista é de responsabilidade da empresa dona do produto, porém, a GS1 Brasil disponibiliza o Cadastro Nacional de Produtos (CNP), uma plataforma GRATUITA para associados e disponível na internet para gerar o código de barras e ajudar no gerenciamento dos itens comerciais, geração de etiquetas, entre outras funcionalidades.

O que é o EAN?
As letras “EAN” significam Número Europeu de Artigo. Os produtos vendidos no varejo fora dos EUA e Canadá apresentam um único código de barras EAN. As exceções a esta regra são: livros, revistas, cartões (de aniversário, etc) e medicamentos com receita médica. Os produtos a venda no varejo dentro dos EUA e Canadá contêm o código de barras UPC.

Como funcionam os códigos EAN?
Em poucas palavras, o EAN é um número único de 13 dígitos representados por barras legíveis por scanners.

Os códigos universais de produto (também conhecidos como GTIN-13) aparecem como linhas (barras) de várias larguras que representam a série de números normalmente mostrados abaixo das barras.

Os scanners lêem as barras e as convertem no número EAN de 13 dígitos que representam.

Quando você chegar a um acordo com um varejista para que este venda o seu produto, lhe é pedido a informação requerida pelo seu sistema de inventário e vendas.

O seu número EAN de 13 dígitos, quando seja passado pelo scanner dentro do sistema de inventário do varejista, encontra o nome e preço correspondentes do produto.

Esta informação ajuda ao varejista a manter dados precisos de inventário, revisar vendas e fazer mais pedidos.

A maioria das lojas possuem um sistema eletrônico de ponto de vendas (ePDV) que permite manter o controle das vendas e inventários e voltar a pedir produtos apenas scanneando o código de barras.

A maioria dos varejistas não aceitam produtos sem código de barras. Muitos distribuidores também usam códigos de barras para seus armazéns.

Preciso do prefixo da empresa?
O prefixo de empresa seria necessário apenas se você tem milhares de produtos diferentes, por exemplo.
O que é o prefixo da empresa?
Anteriormente, os códigos de barras EAN consistiam no prefixo da empresa (também conhecido como o número de fábrica), o número do produto e o dígito de revisão e controle. Os primeiros 6 dígitos do código de barras EAN foram chamados o número de fabricação que sempre eram constantes em todos os produtos da empresa. O número de fábrica foi seguido pelo número do produto de 6 dígitos, único para cada produto. O décimo segundo dígito era o dígito de revisão ou controle, matematicamente calculados dos 12 dígitos anteriores.

O sistema na sua forma original foi abandonado faz algum tempo. Atualmente já não é possível examinar qualquer EAN para determinar qual porção dos 13 dígitos é o número de fábrica e qual é o número do produto.
Por quê?
A primeira razão é o comprimento variável do prefixo.

A GS1 mudou o seu modelo de negócio emitindo prefixos de empresa de 7, 8 e 9 dígitos adicionalmente ao original prefixo de 6. O resultado é que já não é possível determinar quantos dígitos tem o prefixo e quantos tem o número do produto.

A segunda razão é que a GS1 também alugava números EAN simples a curto prazo durante o ano de 2008, uma prática que já descontinuada nos EUA, mas ainda oferecida em outros países.

Devido a estes códigos EAN simples tecnicamente não terem prefixos, os números UPC devem ser lidos como um número inteiro de 13 dígitos associado com seu produto e empresa no ponto de vendas.

Maiores informações em:

https://www.gs1br.org/
http://www.codigodebarrasean.com/index.html