Calibração de Monitores – Como Calibrar Monitores

3 Flares Twitter 0 Facebook 3 Filament.io 3 Flares ×

Calibração de Monitores – Como Calibrar Monitores

conversao_rgb_cmykOlá, hoje vou falar um pouco sobre Calibração de Monitores.
Porque a maioria das vezes em que mandamos imprimir (ou revelar) uma fotografia, uma ilustração, um desenho, um infográfico ou qualquer outro assunto colorido o resultado final é totalmente fora do que vemos na tela do computador?

Vou citar ALGUNS fatores que influenciam esta diferença de tonalidade entre monitor e material impresso para depois passarmos à parte de calibração.

 

• O tipo de monito CRTLCDOLEDLCD
• A idade do monitor
• A luz ambiente
• A placa de vídeo do seu computador
• A Impressora (jato de tinta, laser, cera, off-set, flexográfica, fotográfica, rotogravura)
• O tipo de substrato (papel comum, couchê, fotográfico, plástico, metálico, fosco…)
• O modo de cor exibido pelo monitor (RGB) o modo visto no impresso ou foto (CMYK)

Antes de continuar vamos entender um pouco sobre as cores

Entendendo as cores

Saber como as cores são criadas e como elas se relacionam entre si permite que você trabalhe de forma mais eficaz no Photoshop ou em qualquer outro software gráfico. Em vez de alcançar um efeito por acaso, você produzirá resultados consistentes graças a uma compreensão da teoria da cor básica.

Cores Primárias

rgbPrimárias aditivas são as três cores de luz RGB – Red, Green e Blue (vermelho, verde e azul) que produzem todas as cores no espectro visível quando adicionadas em combinações diferentes.
Adicionando partes iguais de luz vermelha, azul e verde produz o branco.
A completa ausência de vermelho, azul e verde claro resulta em preto.
Os monitores de computador são dispositivos que utilizam as primárias aditivas para criar cores.

 

cmyk

Primárias subtrativas são pigmentos que criam um espectro de cores em diferentes combinações.
Ao contrário dos monitores, impressoras usam primárias subtrativas CMYK (ciano, magenta, amarelo e pigmentos pretos) para produzir cores através da mistura subtrativa.
O termo “subtrativo” é usado porque as cores primárias são puras até que você começar a misturar-los juntos, resultando em cores que são versões menos puras de as primárias. Por exemplo, laranja é criado através da mistura subtrativa de magenta e amarelo juntos.

Agora que vimos um pouco sobre cores vamos prosseguir.

Espaços de cores e gamas

Um espaço de cores é um intervalo de cores no espectro visível. Um espaço de cores também pode ser uma variação de um modelo de cores.
O Adobe RGB, o Apple RGB e o sRGB são exemplos de diferentes espaços de cores com base no mesmo modelo de cores.

Gama

Gamas de diferentes espaços de cores

A. Gama visual – Todas as cores possíveis vista a olho nu.
B. Espaço de cores RGB – Cores possíveis de representar em RGB
C. Espaço de cores CMYK – Cores possíveis de representar em CMYK

Como mostra a figura acima o espectro de cores GAMA VISUAL é muito amplo e o que mais se aproxima dele é o espaço de cor RGB.

Ou seja o RGB consegue reproduzir mais cores do espectro de cores do que o CMYK. Por isso quando convertemos as imagens para o espaço de cor CMYK ela automaticamente PERDE (e faz compensações) de algumas informações de cores.

Existe um espaço de cor mais abrangente que não está representado na imagem.
É o Espaço de cor LAB – O modelo de cores CIE Lab tem como base a percepção humana das cores. Trata-se de um dos vários modelos de cores produzidos pela CIE (Commission Internationale d’Eclairage), uma organização dedicada a criar padrões para todos os aspectos da luz.
Os valores numéricos no Lab descrevem todas as cores vistas por uma pessoa com visão normal. Como o Lab descreve a aparência de uma cor, em vez de descrever a quantidade um colorante específico necessária para um dispositivo (como um monitor, impressora de mesa ou câmera digital) produzir cores, ele é considerado um modelo de cores independente do dispositivo.
Os sistemas de gerenciamento de cores usam o Lab como uma referência de cores para transformar uma cor de um espaço de cores em uma cor de outro espaço de cores, de maneira previsível.

Vamos para a parte de Calibração dos Monitores

Todo monitor é calibrável?
R. Teoricamente sim, pois permitem o ajuste de Brilho, Contraste e Ponto de Branco do monitor e permitem também gerar um Perfil ICC.

Um Perfil ICC (acrónimo para International Color Consortium), é um arquivo digital que possui internamente uma base de dados que o permite caracterizar a forma como o dispositivo para qual foi criado exibe, produz ou reproduz
as cores.

Este Perfil ICC exibe uma lista de informações de um espaço de cor a ser utilizado por um dispositivo como um monitor, impressora ou plotter e sua exibição em tela ou impressão .

Por exemplo se seu monitor emite uma cor que você vê e ao imprimir em sua impressora sai outra cor semelhante ambos precisam de uma calibração para um mesmo espaço de cor convertido.

O monitor usa o espaço de cor RGB que é um sistema de cores aditivo e as impressoras o CMYK que é subtrativo e sendo o branco (papel) responsável pela ilusão impressa da luz.

Utilizando um equipamento para calibração de cores você pode verificar a cor emitida pelo seu monitor e calibrá-lo com a escala de cores desejada. Esta informação irá compor o arquivo de PERFIL ICC para o seu monitor.

eyeone3Para se calibrar o monitor é necessário um Densitômetro – equipamento capaz de medir a luz emitida (monitor) e a refletida (substrato – papel, plastico).

Alguns monitores profissionais possuem este dispositivo embutido.
O Eizo de 27″ (o melhor do mercado na minha opinião) é um deles.

Depois de calibrar o monitor com um densitômetro ele criará um Perfil ICC com as informações coletadas.
Com isto sua tela mostrará as cores mais próxima dos impressos, no entanto ainda precisará de mais alguns ajustes para refinar esta aproximação.

 

eyeone2Para calibrá-lo de acordo com sua impressora, plotter ou outro periférico é necessário imprimir um Test Form para que seja possível medir os valores das cores impressas e os introduzir em um arquivo de Perfil ICC específico ao seu equipamento ou ao equipamento de seu cliente.

Feito isto basta “amarrar” o Perfil ICC criado, com o Photoshop, Illustrator, Corel Draw e outros softwares…

A calibração para continuar estável deverá ser repetida a cada 200 ou 300 horas de uso.

eyeone1

Este material pode ser compartilhado e copiado. Peço apenas que citem a fonte.